Links às páginas Web anteriores do KKE

As páginas internacionais do KKE mudam gradualmente para um novo formato. Pode encontrar as
versões anteriores das páginas que já estão actualizados (com todo o seu conteúdo) nos links abaixo:

Declaração sobre os desastrosos incêndios

Uma declaração do Gabinete de Imprensa do Comité Central (CC) do KKE sobre os desastrosos incêndios diz o seguinte:

«O KKE expressa as suas condolências às famílias das vítimas dos incêndios na região de NeaMakri e Rafina. Apoia as dezenas de feridos e os milhares de pessoas que viram os seus bens serem consumidos pelo fogo nos incêndios que atingiram a Ática do Leste e do Oeste.

O KKE exige que o governo mobilize todas as forças necessárias da organização do Estado para apoiar os habitantes destas regiões. O governo deve tomar todas as medidas necessárias para:

Registar imediatamente as pessoas desaparecidas e informar de forma responsável as suas famílias e todos aqueles que procuram os seus próximos;
Tomar medidas imediatas para apoiar as estruturas de saúde locais com pessoal e cuidados de saúde para os que deles necessitam;
Tomar medidas imediatas para garantir a segurança de alojamento, limpeza, higiene, vestuário e alimentação das famílias que foram afetadas pelos incêndios.
Proceder à imediata reabilitação do abastecimento de água e eletricidade nas zonas afetadas;
Registar imediatamente os prejuízos e proceder à total indemnização dos stocks, equipamento e mercadorias dos trabalhadores por conta própria e das pequenas empresas, assim como das propriedades das famílias populares e de trabalhadores.

As dezenas de mortos e feridos acrescentam-se às vítimas das inundações, há 8 meses, na Ática do Oeste. As destruições incalculáveis nas casas, lojas e empresas artesanais acrescentam-se às inumeráveis consequências devastadoras com que as camadas operárias e populares da Ática têm sido confrontadas desde há muitos anos, depois de tremores de terra, inundações e incêndios. Os bombeiros evitaram um acidente industrial maior com consequências imprevisíveis, pois as chamas atingiram a cerca de uma grande refinaria.

As catástrofes naturais "encontram" a Ática desprotegida e as infraestruturas, que podem enfrentar as consequências destas catástrofes, em total descalabro. Apesar dos esforços heroicos dos bombeiros e das pessoas envolvidas na gestão de catástrofes naturais, é previsível que depois de tais fenómenos experienciemos novas vítimas e novos incalculáveis desastres nos bens do povo e nas riquezas naturais. Tudo isso porque não há uma verdadeira planificação para os prevenir e enfrentar.

O governo, os atores estatais responsáveis e a Região da Ática conhecem ao detalhe as penúrias de pessoal, meios e infraestruturas necessários para prevenir e tratar de imediato tais fenómenos. O KKE, atempadamente, com um importante evento no dia 10 de maio, havia alertado para as principais lacunas identificadas no início do período de luta contra os incêndios e fez propostas substanciais sobre as questões da prevenção e da proteção da vida humana e do ambiente. Contudo, nenhuma questão de fundo foi resolvida.

As declarações do Primeiro-ministro nas Conferências sobre o Desenvolvimento da Ática do Leste e do Oeste provaram não passar de palavras ocas. Os trabalhos de proteção contra os incêndios, assim como os projetos de proteção contra as inundações e os tremores de terra não foram executados porque representam um custo, sem lucros, para os capitalistas e o Estado burguês. As necessidades das famílias populares e de trabalhadores tornam-se literalmente um sacrifício em benefício do crescimento dos lucros das empresas.

O KKE apela aos seus membros e amigos e aos membros da KNE a tomarem a liderança, com a sua ação nos sindicatos e noutras organizações de massas na Ática, e organizarem a solidariedade com as pessoas afetadas pelos incêndios. Organizar a imediata assistência àqueles que têm necessidades, reunindo a ajuda material e organizando o trabalho voluntário. Conduzir a luta pela organização, exigindo trabalhos e infraestruturas que respondem às suas necessidades.»

24.07.2018