Links às páginas Web anteriores do KKE

As páginas internacionais do KKE mudam gradualmente para um novo formato. Pode encontrar as
versões anteriores das páginas que já estão actualizados (com todo o seu conteúdo) nos links abaixo:

PRESS OFFICE OF THE CC OF THE KKE

Comunicado sobre os acontecimentos na Siria. Condenação da intervenção militar turca

O KKE condena a operação militar da Turquia no território sírio, à qual foi atribuído o nome falso de "Ramo de Oliveira", que está a continuar e semear novos sofrimentos ao povo sírio.

Esta operação verifica-se após o esforço dos EUA para apoiar militar e politicamente os curdos, a fim de utilizá-los como uma "força de impacto" nos seus planos, juntamente com as chamadas "Forças Democráticas Sírias", contra o governo Assad e seus aliados, tais como a Rússia e o Irão.

A burguesia da Turquia, ao falar acerca de "questões de segurança" e "ameaças à sua soberania nacional" procedeu a uma intervenção militar aberta tendo como objetivo reforçar com meios militares seu discurso político (e o dos seus aliados, tais como o Qatar) nos debates acerca do futuro da Síria, desencadeando um ataque contra a população civil curda, até mesmo crianças.

Mais uma vez demonstra-se que a derrota do chamado "Estado Islâmico", apoiado, treinado e armado pelos EUA (ou pelos seus aliados na região), não só não levou ao fim da guerra na Síria como acrescentou nova intensidade, novos aspetos, uma vez que todas as causas que levaram às confrontações continuam a existir e são nada mais que os antagonismos de monopólios poderosos e potências imperialistas em busca do controle de recursos energéticos, rotas de transporte de energia e mercadorias, para alterarem fatias de mercado.

As várias iniciativas "de paz" que começaram, como tem sido demonstrado, procuram um aranjo político para a confrontação, sem de facto resolvê-lo. Elas promovem soluções que são antiquadas mesmo para o sistema burguês, como por exemplo a representação religiosa no sistema vindouro de uma chamada Síria "federal", que na realidade será uma Síria dividida em "zonas", na lógica do "divide e conquista".

O KKE exprime sua solidariedade com o povo da Síria, que está a enfrentar intervenções imperialistas na sua país, e apela ao povo sírio a que fortaleça sua luta contra os planos imperialistas e as causas que levam ao banho de sangue.

01/Fevereiro/2018